Como Fabricar blocos de Espumas Aglomeradas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Espumas Aglomeradas, o que são?

Em primeiro lugar, vamos relembrar o conceito de espumas aglomeradas. Após a fabricação dos blocos de espuma no processo contínuo ou descontínuo, esses blocos são encaminhados para laminação onde, por consequência, são geradas muitas sobras – os chamados “scraps”.

Esses scraps de espuma podem ser misturados com um material aglomerante poliuretânico (pré polímero, que une os flocos de espuma), com o intuito de formar novos blocos de Espumas Aglomeradas.

Esses blocos de espumas aglomeradas proporcionam muita firmeza e alta capacidade de suporte, sendo utilizados em diversas aplicações, como tatames e colchões, além de cumprirem um papel “amigo do meio ambiente” contribuindo na redução da produção de resíduos oriundos do processo de produção de espumas flexíveis.

Pré polímero aglomerante (cola de Aglomerado)

O aglomerante de espuma utilizado no processo de blocos geralmente é mono-componente e de rápida secagem, parcialmente volátil ou não volátil e é inodoro (produto sem cheiro).

Falando em cheiro/odor, este é um fator importante quando falamos de aglomerantes de espuma. É importante a cola de aglomerado ser feita com matérias primas de baixa toxidade e sem cheiro. Isso possibilita maior qualidade para o operador evitando problemas na aplicação, menor custo para a empresa devido à economia da periculosidade e insalubridade (não é inflamável, tóxico e não contém teor de voláteis nocivos à saúde).

Principais Características e Diferenciais da “Cola de Aglomerado”

  • Deixa o bloco mais firme
  • Promove melhor resistência ao rasgo
  • Versatilidade: adesão com diferentes substratos, como tecidos, espumas, borrachas, EVA, entre outros.
  • Velocidade de cura
  • Baixa viscosidade, para poder ser espalhada com mais facilidade no substrato
  • Rendimento
  • Inodora (Produto sem cheiro)
  • Base MDI
  • Sustentável, promovendo o aproveitamento de sobras de espumas (scraps)
  • Atende às normas do IMETRO

O segredo é ter uma Cola de “AG” com uma menor viscosidade possível (líquido fino), sem ser diluída (100% sólidos) para que ela possa penetrar em todos os poros da espuma possibilitando melhor adesão ao aglomerado.

A velocidade de cura rápida da cola de aglomerado proporciona um ganho de produtividade, sendo possível fazer vários desmoldes ao dia.

Otimizando a produção

Para produzir um bloco de aglomerado com eficiência, é prudente seguir as recomendações:

Dosagem:

10 a 20% de AMIPRE® (cola de aglomerado da Amino) em relação ao total em Kgs dos substratos.

Esta variação na dosagem é obtida através da quantidade utilizada de substratos que não seja a espuma propriamente dita, tais como: tecidos, EVA, borracha, papéis, filmes de polietileno, etc.

O Catalisador utilizado:

octoato de estanho. É indicado a utilização de 0,5 a 1,1% sobre a quantidade em Kgs do AMIPRE®. Vale ressaltar que a quantidade desse catalisador é dada com a relação:

Velocidade Produtiva

     X

Temperatura Ambiente

Desmoldagem:

Obedecendo condições e procedimentos de uso, o bloco de aglomerado poderá ser retirado do molde de 40 à 60 minutos.

Tipos de misturas mais conhecidas:

Os tipos de misturas mais conhecidas são:

– Espuma de pele Integral

– 100% Látex

– Látex + Espuma Convencional

– Tecido + Espuma

– 100% Espuma

– Espuma + Bojo de Sutiã

– Espuma + EVA + Borracha

Densidades X Volume

Quanto mais mistura de substratos, mais adesivo será necessário para a boa aderência dos flocos.  

Processo de Fabricação

Mistura

  • Pesagem dos flocos: peso ou volume
  • Pesagem do AMIPRE (de 10 a 20%)
  • Pesagem do Octoato de estanho (de 0,5 a 1,1 %)
  • Adição do estanho sobre o AMIPRE
  • Mistura manual ou mecânica durante 1 minuto

Processo

  • Após a mistura AMIPRE/Estanho, derramar sobre os flocos uniformemente.
  • O tempo ideal de mistura de Flocos/AMIPRE é de 4 a 5 minutos.
  • Após a mistura, colocar os flocos dentro do molde.
  • Pressionar os flocos de acordo com a densidade desejada.
  • O tempo ideal entre mistura e prensagem é de 15 a 18 minutos.

Desmoldagem

  • Aguardar de 40 a 60 minutos para desmoldar.
  • A laminação do aglomerado deverá ser feita após 24h.


Confira o Artigo sobre Produção de Visco Elástico em Bloco Cilíndrico [Clique Aqui]


Normas para Espumas Aglomeradas

As espumas aglomeradas devem atender a Norma ABNT NBR 13579-1, seguindo os requisitos abaixo:

PropriedadesD ≥ 30
Resiliência, % (min)25
D.P.C. a 50%, % (máx)25
F.I.¹ a 40%, N (mín)250
Perda de F.I. a 40%, (50% deflexão), % (máx)35
Perda de espessura, % (máx)10
¹Força de identação a 40% sem pré-deflexão, conforme ABNT NBR 9176

Maquinário necessário

• Um aglomerador de flocos

• Dois caixotes com regulagem (normalmente 1,6 x 2,00 x70 cm altura, depende do tipo de processo e peça que se pretende fazer)

• Floqueador de espumas e tecidos

• +/- 100kg de flocos para um bloco

• +/- 10% de Adesivo Amipre 132/1

É sempre bom lembrar que…

• Quanto mais mistura de substratos, mais adesivo será necessário para uma boa aderência.

• RENDIMENTO: 1 bloco a cada 40 minutos.


Veja Também: [Vídeo] Fatores de sucesso nos aglomerados de espumas.


Tecnologia para Espumas Flexíveis

A Amino fornece a mais completa linha de soluções para Espumas Flexíveis de Poliuretano.

Silicones, Aminas, Pigmentos, Aditivos, Aglomerantes e Sistemas prontos para uso compõem um portfólio consistente quando o assunto é Poliuretano. Além disso, contamos com uma equipe técnica com os melhores especialistas em Poliuretano para ajudar e guiar nossos clientes pelo melhor caminho, aliando a qualidade das matérias primas com maior eficiência nos processos.

Confira algumas soluções da Amino para Espumas Flexíveis:

Aditivos de Performance

● Silicones Surfactantes

● Catalisadores Amínicos de Expansão e Gelificação

● Catalisadores retardados

● Catalisadores de baixo VOC

● Octoato de estanho

● Pigmentos em Líquido e em Pasta

● Aditivo promotor de adesão (flame bonding)

● Aditivo abridor de célula

● Aditivo para alongamento e rasgo

● Aditivo de dureza

● Aditivo anti scorching

● Antichama halogenado e não-halogenado)

Sistemas Flexíveis prontos para uso

● Visco elástico para processo em bloco all MDI

● Visco elástico para processo em bloco base TDI

● Visco elástico para processo moldado base MDI

● Sistema hiper soft para processo em bloco base TDI

● Sistema hiper soft para processo moldado base MDI

● Sistema flexível HR processo em bloco base MDI

● Sistema flexível HR processo em bloco base TDI

● Sistema flexível HR moldado base MDI e base TDI

Produtos Complementares para Espumas Flexíveis

● Cola de Aglomerado

● Adesivo para colagem de espuma com fibra (esponja)

● Mantas gel


Para saber mais sobre a Tecnologia Amino, entre em contato pelo telefone 11 4077-3777 ou e nos envie um email: vendas@amino.com.br

Deixe uma resposta

EMPRESA CERTIFICADA ISO 9001:

Av. Dr Ulysses Guimarães, 3389 Diadema – São Paulo – Brasil- CEP 09990-080 Copyright © AMINO QUÍMICA LTDA – 2019. Todos os direitos reservados.